Gráfica online 24h

Printi
15 de Fev de 2013

A utilização do sistema de cores RGB

As cores são o objeto principal de um layout equilibrado, de qualidade e bom gosto. Conhecer sua teoria, sistemas de uso e possibilidades de aplicação é de extrema importância para garantir que o impresso obtenha o resultado desejado.

RGB é a abreviação de um sistema de cores aditivas e primárias – Red (vermelho), Green (verde) e Blue (azul), baseada na teoria de visão colorida tricromática de Young-Helmnoltz e no triangulo de cores de Maxwell. Teve sua primeira aplicação nos padrões televisivos RCA, desenvolvidos em 1953 e câmeras Polaroid. Posteriormente, inspirou o padrão utilizado nos monitores de computadores, smartphones, tablets e modelos mais recentes de televisão.

Triângulo de cores de Maxwell

O sistema RGB é considerado como cores aditivas, pois utiliza-se da combinação (adição) cores para produzir outras, com possibilidade de gerar até 16 milhões de tonalidades diferentes, além de contrastes improváveis em materiais impressos, como tons pastel e cores neon. Estas tonalidades são descritas de acordo com quantidade de RGB, em uma escala representada de 0 a 255. Sendo assim, temos o branco composto pela intensidade máxima das cores (RGB: 255, 255, 255) e o preto pela ausência delas (RGB: 0, 0, 0). Para os padrões de impressão, adotamos a escala CMKY e os parâmetros são percentuais, variando de 0% a 100%.

Escalas de cores em RGB

Por ser um sistema de cor chamado de ‘luz’, é importante calibrar algumas funções do seu monitor antes de iniciar a criação dos seus arquivos para mídias digitais. Ao digitalizar, os scanners também deverão estar ajustados, pois este é um equipamento com grande responsabilidade na captura de imagens.

RGB vs CMYK
Apesar da imensa gama de combinações, este padrão não representa as cores que observamos em materiais impressos. É possível notar a variação visto que o sistema de cores utilizado para impressão é o CMKY, as cores pigmento. Como não é possível efetuar a impressão do sistema RGB, os arquivos são obrigatoriamente convertidos, alterando sua configuração original.

Variação de tons para escala RGB e CMYK

Por este motivo devemos, ao iniciar um projeto, especificar para quais mídias iremos utiliza-los. Se a arte for utilizada para redes sociais, por exemplo, o sistema de cores deverá ser o RGB. Caso layout seja desenvolvido para mídias impressas, como cartões de visitas, panfletos, folders ou revistas lembre-se de trabalhar com o sistema CMKY. Desta forma, você irá garantir que seu arquivo final será aceito no processo de uso na mídia escolhida.

Sobre o autor

Deixe seu comentário