Ideias para negócios

5 Dicas para falar sobre seu próprio trabalho

Muitas vezes nos deparamos com momentos em que é preciso falar do próprio trabalho – seja para apresentar um novo projeto ao gerente, seja para justificar um pedido de aumento, em uma entrevista de emprego, na hora de falar com um cliente ou apenas para que as outras pessoas da sua área estejam a par do que você está executando e sobre seu papel dentro do time. Porém, nem sempre é fácil falar sobre seu próprio trabalho porque corre-se o risco de soar arrogante ou ainda pior: na tentativa de ser humilde, podemos acabar reduzindo nossas conquistas.

Pensando nisso, preparamos 5 dicas que vão ajudar na hora de falar de si no ambiente profissional para que você consiga se mostrar uma pessoa interessante sem um tom convencido. Afinal, como nos ensinou Aristóteles, “a virtude está no meio” e o ideal é buscarmos o equilíbrio.

 

LEIA MAIS

3 Dicas para exercitar a criatividade mesmo trabalhando no escritório

Tudo em excesso faz mal… Até aprender!

Design sprint: conheça essa e outras metodologias ágeis

Descubra o que falta para sua apresentação ficar impecável [Quizz]

Por que materiais de apresentação e brindes são importantes na estratégia de marketing?

 

1) Fale do seu trabalho em vez de falar de si

Na hora de falar sobre um trabalho executado por você, é inevitável citar algumas habilidades. Como explicar aquele projeto sem dizer que usou o InDesign, por exemplo? Porém, não deixe esse tipo de informação tomar conta do discurso! Não precisa reforçar o quanto você é bom naquela competência – nesse caso, o trabalho falará por você.

Um detalhe é importante: você fez um bom trabalho, se esforçou para isso e quem não é visto, não é lembrado. Por isso, pode sentir orgulho do que fez! Fuja da síndrome do impostor – aquele medo tão grande de não acertar que, quando faz algo bom, não aceita ou admitir conquistas, pois acredita que todo o sucesso se deve à sorte ou à ajuda de alguém.

 

2) Não caia no humblebrag

Você já ouviu a expressão “humblebrag“? Ela é mais usada nas redes sociais e é a fusão de duas palavras: humble (humilde) e brag (algo como “contar vantagem”). O termo entrou até no dicionário Oxford, definido como “declaração ostensivamente modesta ou autodepreciativa cujo objetivo verdadeiro é chamar a atenção para algo que é motivo de orgulho”. Em resumo, aquele ato de dizer algo em tom de reclamação ou até vergonha, mas que na verdade é uma forma de contar sobre algo que você tem orgulho – encher a própria bola falando de coisas humildes.

Pois não use esse recurso! Pega mal, todo mundo percebe e o trabalho, que seria o centro das atenções, acaba ficando de lado por causa da atitude.

 

3) O discurso não é tudo

É preciso ter atenção ao discurso, é claro, mas a expressão corporal, o tom de voz, a forma como você olha para o interlocutor, tudo isso importa. Por isso, a dica aqui é separar tópicos do que for dizer e por fim, treinar também a forma como vai passar as informações. Vale treinar com alguém em casa ou até mesmo em frente ao espelho.

4) Seja verdadeiro

Se você realmente estiver orgulhoso do trabalho desenvolvido, será muito mais fácil parecer contente com o resultado e não será necessário se esforçar para mostrar isso. Em qualquer situação é mais fácil ser genuíno do que forçar alguma coisa. Isso não significa que você não precise pensar na escolha de palavras. Lembre-se que TUDO importa!

5) Pense em uma apresentação

pasta personalizada

No ambiente de trabalho, você pode até falar sobre seus projetos, mas ter um material sempre vai agregar valor. Para ganhar a atenção das pessoas da maneira certa é bacana reforçar suas apresentações com materiais que ressaltem o que você deseja mostrar: o seu sucesso! Aí vale investir um tempo para desenvolver algo no PowerPoint, mas também em algum material offline, como pastas – que deixarão seu conteúdo mais organizado; um folder explicativo impresso em um papel especial; ou um bloco de notas e uma caneta com a sua marca!

Etiquetas

Julia Viana

Editora do Blog da Printi, uma jornalista que encarou um novo papel para falar de mundo gráfico e inovação - sem nunca deixar a criatividade e os assuntos mais comentados do momento de lado.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar