Alegrias e desafios ao trabalhar com squads internacionais

É muito comum que as pessoas se surpreendam com grupos de squad internacional – isto é, uma equipe multidisciplinar que tem como base a comunicação com estrangeiros. Mas você já parou para pensar de que forma isso impacta no dia a dia de trabalho?

Squad Internacional | Imagem: iStock

Em uma conversa com o time de Tecnologia da Printi – que, inclusive, eu atuo como product owner -, elencamos as informações mais relevantes sobre nossas experiências para, quem sabe, te ajudar nas suas!

Você também pode acompanhar o Printi Tech no Medium e ver mais artigos sobre o assunto.

O que são squads?

Profissionais multidisciplinares | Imagem: iStock

Squad é um modelo de organização em que os funcionários se reúnem em grupos multidisciplinares com objetivos específicos. Ou seja, é formado um time com pessoas de diferentes áreas que juntos trabalham por uma única tarefa.

Por ser um formato que dá autonomia aos componentes, a técnica vem ganhando espaço em statups e se tornando uma tendência.

Nosso cenário de World Based Squads

Colocando em números | Imagem: Printi

Na Printi, contamos com quatro desenvolvedores estrangeiros: 2 na Romênia e 2 na Índia. Sendo assim, 55% dos nossos integrantes são parte ativa de uma squad internacional e 15% têm contato diário com estrangeiros – levando em conta que é a primeira experiência para mais da metade do grupo, é um desafio extremamente positivo: TODOS gostam dessa oportunidade!

Inglês: How are you doing?

No mercado de trabalho atual, o conhecimento em inglês é muito importante, principalmente para quem trabalha com estrangeiros – mas a verdade é que nem todo mundo é fluente no idioma. Vale a reflexão: se softwares desenvolvidos totalmente em português já tem mal entendidos, imagina feito em dois idiomas?

Entre reuniões das nossas squads, existem aquelas apresentadas completamente em inglês. Nesses casos, são usadas legendas do hangouts para entender melhor. Em outras, alguém manda tradução simultânea no chat, e também há casos em que a gente repete em inglês e português para garantir que não ficaram dúvidas. Tudo isso além de temos muita comunicação via Slack, o que possibilita ler e redigir textos com calma. 

Fato é que o contato diário com estrangeiros obriga as pessoas a praticarem novos idiomas – e é bem legal vê-los ganhando confiança e ficando mais à vontade. Por mais que seja um desafio, todo mundo apontou que aprender ou melhorar o inglês é um fator positivo no trabalho em squads internacionais.

Quick tips | Imagem: Printi

Fuso-horário: É bom dia, boa tarde ou boa noite?

Outro ponto importante quando se trabalha com pessoas ao redor no mundo é a atenção ao horário. No nosso caso, reuniões que requerem a participação de todos têm que acomodar o fuso dos indianos – ou seja, 8h30min à frente. Também deve-se considerar o momento certo para tirar dúvidas com alguém, afinal, 17h00 no Brasil é 22h00 na Romênia. Ainda assim, contamos com o bom coração e flexibilidade de horário do time.

Dailies – reuniões de alinhamento – são essenciais em qualquer time, mais ainda nesse tipo de squad. Ter esse momento diário de todos juntos para sincronizar as atividades, tirar dúvidas rápidas e ainda bater um papo é muito bacana.

O ponto positivo é que tem, praticamente, sempre alguém online. Então aumentam as chances de ter gente disponível para lidar com crises e surpresas sem precisar de escala de plantão.

Se organize | Imagem: Printi

O Desafio da Integração

Mensalmente fazemos o “Fala, Tech”, uma reunião para as squads mostrarem para a empresa as últimas entregas de forma simplificada. Ela é feita em PT-BR, afinal a intenção é engajar todos os stakeholders, mas encontramos uma outra forma de incluir os estrangeiros. O processo se baseia na gravação de uma apresentação em que, posteriormente, inserimos legendas.

Promovemos um almoço de Tech para que os estrangeiros conseguissem participar. Inclusive todo mundo com câmera aberta, o que rendeu risadas e memes – ah, reza a lenda que alguns dos estrangeiros já entendem português! 

Mas, brincadeiras à parte, essa é uma oportunidade única para interagir com pessoas e culturas diferentes, sem nem sair de casa. O pessoal foi unânime em dizer que é um super aprendizado: comunicação, diferentes conhecimentos técnicos, planejamento e persistência.

Squad Printi em ação | Imagem: Printi
Sugestões são sempre bem vindas | Imagem: Printi

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar