O que você precisa saber sobre Clubhouse, a rede social do momento

Conheça o Clubhouse | Imagem: Julia Viana

Se você trabalha com o ambiente online ou vive conectado, provavelmente já ouviu falar da mais nova rede social do mercado, o Clubhouse. O aplicativo, que é o assunto do momento, funciona com salas virtuais de bate-papo e interações apenas em áudio

Criado pelo ex-funcionário do Google, Rohan Seth, e pelo empresário do Vale do Silício, Paul Davison, chamou a atenção dos usuários por reunir pessoas e discussões diversas e por colocar ao alcance de todos grandes personalidades, como Mark Zuckerberg, Oprah Winfrey e o rapper Drake.

Apesar da proposta democrática, por enquanto, o Clubhouse está disponível somente para convidados e para o sistema operacional IOS. Cada novo usuário tem direito apenas a dois convites, mas os desenvolvedores do app afirmam que buscam acabar com a exclusividade e disponibilizá-lo para o público geral o mais rápido possível. Mesmo com as restrições, a rede já caiu nas graças do público e, por isso, viemos contar tudo o que você precisa saber sobre ela!

Uma rede baseada em temas e comunidades

Diferente da maioria das redes sociais, o Clubhouse não foca em rotinas, pessoas ou narrativas individuais, mas no interesse por temas, trocas e aprendizados. Assim que baixa o aplicativo, você tem a opção de listar suas preferências por assuntos e os algoritmos personalizam sua experiência com base nas respostas e em quem você deseja seguir. A partir daí, você verá salas de bate-papo com palestras e painéis de discussão sobre música, negócios, entretenimento, cultura e outros diversos temas. Além disso, aparecerá na sua timeline as conversas que estão acontecendo naquele momento e uma agenda de programação.

O usuário pode participar das salas por quanto tempo quiser, como ouvinte ou orador. Caso queira falar, é necessário pedir permissão ao moderador, clicando no botão “levantar a mão”. Também é possível ser moderador e criar sua própria sala, personalizando os assuntos que deseja discutir. Um alerta importante é que as conversas não podem ser salvas, nem gravadas, segundo os termos de uso do aplicativo.

Atenção para as oportunidades!

Dúvidas e oportunidades: tudo sobre o Clubhouse | Imagem: iStock

Assim que o app virou o assunto do momento, talvez muitos tenham pensado: “Mais uma rede social? Mal tenho tempo para as minhas!”, mas vale a pena olhar para as oportunidades que essa novidade pode oferecer. Um dos diferenciais do Clubhouse é reunir pessoas ao redor do mundo, que provavelmente jamais se conheceriam, por familiaridade com áreas de interesse. Isso significa ampliar a rede de networking de forma segmentada e ainda ouvir perspectivas diferentes da sua, o que consequentemente te faz “sair da caixinha” e pode trazer novos insights. Além disso, existe a possibilidade de dar palestras, moderar salas e gerar discussões interessantes sobre o seu nicho.

Curtiu a novidade, mas ainda não conseguiu um convite? Sem problemas! É possível baixar o aplicativo e se inscrever na lista de espera. Por aqui, seguimos de olho no desenvolvimento dessa ideia!

Etiquetas

Isabela Gomes

Jornalista inquieta, apaixonada por histórias, fã de Sherlock Holmes e, nas horas vagas, escreve umas crônicas sobre os detalhes da vida.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar