Design

4 dicas imperdíveis para produzir materiais impressos para eleição

Panfleto de candidata para campanha eleitoral
Materiais impressos são fundamentais em campanhas de marketing eleitoral. Imagem: Printi

Estamos em mais um ano de eleições, em que milhões de brasileiros irão às urnas para eleger candidatos. O processo de marketing eleitoral já está a todo vapor nos meios de comunicação e materiais impressos.

Para divulgar propostas e intenções da candidatura, os materiais impressos deve ser uma das primeiras ações a se pensar, pois alcançam muitas pessoas e causam um impacto muito grande.

Para ajudar no processo de divulgação, preparamos um post com dicas imperdíveis para produzir materiais impressos para eleição. Vamos conferir?

1. Evite a poluição visual

Evite poluição visual com flyers eleitorais sustentáveis
Aposte em materiais com comunicação transparente e objetiva. Imagem: Printi

“Quanto mais informações meu material impresso tiver, melhor ele será”. Se você pensa desta forma, é muito provável que esteja desconsiderando o aspecto visual de suas peças de divulgação.

Independentemente das opções de impresso que você escolher, todo material utilizado na sua campanha deverá evitar a poluição visual.

Nos flyers, folders e santinhos, por exemplo, as informações que devem ser privilegiadas são o nome do candidato, seu número de votação, o partido e sua coligação. Balanceando isso com o uso correto e a quantidade adequada de imagens, possivelmente você não estará vinculando promocionais visualmente poluídos.

Procure também evitar o uso conjunto de cores muito distintas e vibrantes, a apresentação excessiva de informações (tanto textuais quanto imagéticas) e, principalmente, a justaposição desarmônica de elementos gráficos em seu material.

2. Estabeleça uma relação pessoal com o leitor

Estabeleça relação pessoal com o leitor
Divulgue suas iniciativas e aumente a chance de empatia com seus eleitores. Imagem: Printi

As revistas, os flyers e os panfletos são peças gráficas que exigem um conteúdo mais elaborado do que os demais impressos.

Normalmente, eles são usados para expor o que foi feito pelo partido ou pelo próprio candidato nos mandatos anteriores. Para evitar que as pessoas encarem este tipo de conteúdo como outra publicidade qualquer, é preciso tomar um cuidado especial com o próprio texto que dá suporte para o material.

O ideal é que estes materiais tragam histórias de pessoas reais que foram impactadas pelas políticas do candidato. Além disso, é altamente recomendado que se opte por uma linguagem mais informal, mas que, ao mesmo tempo, não fuja das normas da língua portuguesa. Dessa forma, você aproxima o leitor do seu conteúdo e engaja seus potenciais candidatos a conhecerem mais sobre suas propostas.

3. Use bem as imagens

Ilustre sua peça gráfica
Imagens chamam atenção e dão vida a seu material impresso. Imagem: Printi

A maioria dos eleitores que receberão seu material de divulgação não terá tempo para ler todo o seu conteúdo. O excesso de texto afasta o público e pode até demonstrar falta de capricho com o design do produto.

Por isso, especialmente nos flyers, folders, panfletos e revistas, a regra é usar uma quantidade considerável de imagens para ilustrar o conteúdo de sua peça gráfica. Assim, você atrairá mais a atenção de possíveis eleitores e fará com que eles se interessem mais pelo o que você tem a dizer.

4. Seja sustentável e mostre respeito ao meio ambiente

Pense em sustentabilidade
Seu eleitor está atento a suas ações, seja consciente! Imagem: Printi

A quantidade de impressos jogados na rua durante e logo após o período de eleições é um fato alarmante. Além de poluir o meio ambiente, esta situação pode prejudicar inclusive os candidatos políticos responsáveis pela distribuição do material.

Por isso, iniciativas que demonstrem zelo e cuidado com o meio ambiente são muito bem vistas pelos eleitores conscientes e podem, inclusive, influenciar na escolha de um candidato no momento da eleição.

Por isso, pequenas ações como a opção pelo uso de papeis recicláveis e a inserção de informações que incentivem o eleitorado a não jogar o impresso na rua podem ser determinantes para a construção da boa imagem de um candidato.

Atente-se para as normas!

Vale lembrar que pedidos cujo conteúdo tenha caráter de propaganda eleitoral têm especificações que precisam ser seguidas.

De nada adianta elaborar um plano de marketing político assertivo se ele não respeitar as normas estipuladas pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Veja nos nossos termos de serviço e uso do site.

Material gráfico de qualidade para sua campanha política você encontra na Printi! 😉

Etiquetas

Gabrielle Menezes

Social media em formação, estudando design de mídias digitais, amante das redes sociais, cantora e fotógrafa nas horas vagas.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar