Design

Moodboard: crie seu próprio painel criativo

Crie seu próprio painel | Imagem: iStock

Você sabe organizar suas ideias na hora de iniciar um novo projeto? Independente da resposta, vale muito a pena conhecer o moodboard, uma ferramenta que pode te ajudar a definir o estilo do seu trabalho e otimizar tempo na construção da identidade visual, além de ser uma excelente fonte de inspiração. Conheça maiores detalhes sobre o moodboard e aprenda a criar o seu próprio painel criativo junto com o Blog da Printi :). Ah! Para a construção desse conteúdo, contamos com o apoio do Paulo Cruz e da Thainá Carline, designers da Printi.

O que é moodboard?

Uma ferramenta criativa | Imagem: iStock

Moodboard ou painel de referência, é uma ferramenta muito importante utilizada em design para a construção de peças gráficas. Serve para definir o estilo próprio de um projeto a partir de referências que formarão a base visual da construção estética. Ou seja, é um conjunto de imagens que traduz sentimentos e que contarão uma história.

Uma de suas funções primordiais é auxiliar na definição de um caminho para o projeto ou trabalho, já que com a aplicação de referências é possível desenvolver um estudo visual capaz de impactar, por exemplo, na escolha de cores, tipografia e inspirações relacionadas à temática.

Composição

Se preocupe com a composição do seu projeto final | Imagem: iStock

O moodboard pode conter diversos pontos, sendo os quatro essenciais: referências, elementos, tipografia e composição. Tratando especificamente de composição, além de estimular a criação do seu próprio estilo, ela também pode evitar o plágio ou cópia, deixando o seu projeto com uma assinatura única e exclusiva sua.

Sempre buscar alinhamento com o briefing do projeto, lá estão algumas diretrizes que poderá ter dar o caminho para o início, por exemplo, se houver uma descrição do cliente buscando algo mais flat com tipografias mais atuais, você poderá à partir disso buscar referências ligadas a esses dois pontos.

Construindo seu moodboard

Agora, vamos ver na prática como isso funciona? Em 5 passos, você vai aprender a construir seu moodboard de forma efetiva e correta. Utilizamos como referência o novo filme da Printi “Como foi que tudo começou? Tudo começou com a Printi!” que também passou por esse processo. Confira o trabalho pronto e logo abaixo, na quarta análise, uma prévia do painel desse projeto.

Filme “Como foi que tudo começou? Tudo começou com a Printi!” | Imagem: Printi

1. Entenda as referências do briefing

O briefing é uma parte essencial para o trabalho ou projeto, e, especialmente nesse caso, tê-lo sempre por perto irá ajudar no alinhamento e construção do moodboard, já que nele estará a ligação que você precisará para buscar as referências e estilo que o seu projeto pede. Sendo assim, é uma ferramenta que se bem utilizada agregará em soluções para o trabalho de forma rápida e eficaz. Por isso, antes de qualquer coisa, tenha o briefing do projeto em mãos para responder três perguntas primordiais:

  • Qual o objetivo do projeto?
  • Qual a mensagem a ser transmitida?
  • Qual o público-alvo?

2. Saiba despertar sentimentos e sensações

Já ouviu falar em marketing sensorial? Essa estratégia se baseia em estimular os sentidos do corpo humano de forma que conquiste o consumidor. É muito importante levar para o moodboard referências também nesse sentido, assim, você poderá despertar sentimentos e ir muito além da imagem.

3. Controle a quantidade de imagens

Embora não existam regras que especificam quantas imagens você deve usar para compor seu painel, é necessário ter controle sobre esse número. Trata-se da base do seu projeto, portanto, mantenha a objetividade para não tangenciar e acabar se dispersando do propósito.

4. Organize de forma adequada

  • Caso seu projeto seja mais curto e objetivo, a recomendação é organizar as imagens em fileiras. Para isso, considere as referências que terão maior impacto no projeto final.
Modelo Moodboard comercial Printi | Imagens: iStock
  • Já se for algo de médio a grande porte, a dica é organizar as ilustrações de acordo com a importância, montando um quadro desigual. Ah! em ambas as opções é interessante que você separe um espaço para a inserção de comentários, afinal, o material ser de livre acesso a outras pessoas.
Modelo moodboard comercial Printi | Imagens: iStock

5. Consulte templates prontos

Existem alguns sites que oferecem templates prontos de moodboard. Selecionamos três para você conhecer e começar a sua jornada:

Monte seu moodboard e compartilhe o resultado com a gente!

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar