Ideias para negócios

4 histórias de empreendedores de sucesso para se inspirar

empreendedores de sucesso
Inspire-se com empreendedores de sucesso! Imagem: iStock

Para empreendedores que estão apenas começando ou mantendo seus negócios, histórias de empreendedores de sucesso podem ser uma excelente fonte de inspiração e motivação.

Empresários que começaram do zero podem mostrar que, não importa qual é o ponto de partida, é possível atingir seus objetivos. Basta ter uma estratégia eficiente e muita força de vontade.

Ao se inspirar em outras histórias, muitas lições podem ser aprendidas e muitos erros podem ser evitados – especialmente o erro de desistir!

Está pensando em abrir uma empresa ou está tendo problemas para fazer a empresa avançar? Confira nossa seleção de histórias de empreendedores de sucesso!

Printi

histórias de empreendedorismo printi
Mate e Florian fundadores da Printi (Foto: Simon Plestenjak)

Para iniciar essa sequência de histórias inspiradoras, nada melhor do que contar a nossa!

A Printi surgiu em 2012 a partir do sonho de dois empreendedores – Mate Pencz e Florian Hagenbuch – que após se sentirem insatisfeitos com o mercado financeiro no qual estavam inseridos decidiram mudar suas carreiras.

Vamos te contar como isso tudo aconteceu, continue a leitura!

O sonho e início

Em 2010, formados, Mate e Florian partiram para a capital inglesa, onde conseguiram empregos em grandes instituições do mercado financeiro e resolveram montar uma república.

Mesmo trabalhando a maior parte do tempo, ainda compartilhavam suas experiências – quase sempre desanimadas – sobre a vida profissional que iniciavam. “A gente se sentia subaproveitado”, conta Mate.

Mesmo sabendo que existia a possibilidade de serem promovidos e até chegarem a sócios da empresa, isso não trazia emoção alguma para ambos.

“Saber quais eram os próximos passos era desconfortável, e foi naquela época que começamos a experimentar com essa ideia de empreender”, diz Mate.

Florian compartilhava do desejo de aventuras de Mate e também sonhava com desafios maiores. Esse sentimento de inconformismo foi o pontapé inicial deles – e é assim para muito empreendedor.

Observando a oportunidade

A vontade de empreender já era enorme quando Florian propôs que considerassem o país em que cresceu para arriscarem suas ideias: o Brasil. Em 2012, nosso país estava em destaque sob os olhos do exterior e por isso os dois concordaram que aqui seria um ótimo destino para empreender.

Capa da ‘Economist’, com a decolagem do Cristo Redentor | Imagem: Reprodução

Mate chegou sozinho por aqui e morou em um casarão com outros “dez caras” – a maioria de estrangeiros que também chegavam ao Brasil para empreender. “Eu ficava no terceiro andar, e nem era um quarto. Era um colchãozinho no chão, com mais três ou quatro gringos em volta”, conta Mate.

Na época, muita gente de fora também queria investir no país. Mate não perdeu tempo: montou um arquivo de Powerpoint com oito páginas e, após uma rodada de investimentos que durou só uma semana, levantou cerca de 1,5 milhão de dólares.

Detalhe: a ideia de uma gráfica online ainda não existia.

Tudo aconteceu com base na rede de contatos e nas reputações exemplares de Mate e Florian. E com uma condição: que os dois se dedicassem integralmente ao empreendedorismo.

Ao mesmo tempo, os futuros empreendedores trocavam ideias com Kai, pai de Florian, que era profundo conhecedor da indústria gráfica brasileira.

Empreender é solucionar problemas comuns

Mate e Florian observaram que embora gráficas de grande porte dessem conta de atender empresas do mesmo tamanho, o atendimento a pequenas e médias demandas não era bom e viável aos clientes.

Foi nessa necessidade que enxergaram a oportunidade de negócio e resolveram investir nos seus ideais: com inovação tecnológica e produtos de alta qualidade, atendendo a diversas tiragens. Foi então que o sonho de dois estrangeiros de 24 anos se tornou real e surgiu a Printi.

Hoje a Printi é considerada a maior gráfica online do Brasil e ajuda diversos empreendedores por meio da personalização. Nada disso seria possível se Mate e Florian tivessem desistido de empreender.

Vamos a outros casos de sucesso?

Casas Bahia

histórias de empreendedorismo casas bahia
Rede de varejo de móveis e eletrodomésticos do Brasil. Imagem: Casas Bahia

Samuel Klein (fundador da Casas Bahia) talvez nem possa ser classificado como um empreendedor que começou do zero. Na verdade, ele começou do negativo.

Ele nasceu na Polônia em 1923 e sobreviveu a um campo de concentração nazista na Segunda Guerra Mundial antes de se naturalizar brasileiro.

Já seria vitória suficiente para uma vida, mas Samuel ainda realizou mais. Em São Paulo, começou a vender de porta em porta produtos de cama, mesa e banho.

Foi o primeiro empreendedor brasileiro a focar nas classes C e D. Criou um sistema baseado em confiança e valorização do cliente, vendendo a prazo no carnê.

Morreu em 2014, aos 91 anos, deixando um império chamado Casas Bahia e uma filosofia que transformou a venda em varejo e o comércio em geral no Brasil.

Acredito no ser humano. Caso contrário, não abriria minhas lojas todos os dias”, dizia Klein.

WhatsApp

histórias de empreendedores de sucesso whatsapp
Aplicativo multiplataforma de mensagens instantâneas e chamadas de voz para smartphones. Imagem: WhatsApp

Jan Koum é o criador do WhatsApp e mais um dos empreendedores de sucesso que começaram do zero. Por trás do sucesso do aplicativo que facilita a comunicação de mais de 1,5 bilhão de usuários, existe uma história de grande superação.

Koum nasceu em um vilarejo pobre em uma área rural próxima a Kiev, na Ucrânia (na antiga União Soviética). Cresceu em uma sociedade totalmente fechada, onde seus pais tinham medo de falar ao telefone com receio de que o governo soviético pudesse estar escutando.

Aos 16 anos, em 1992, ele, sua mãe e sua avó conseguiram se mudar para a Califórnia, mas as dificuldades não terminaram. Nos Estados Unidos, os três moraram em instituições cedidas pelo governo, dependendo de assistência para se alimentar e viver e sem o patriarca, que ficou na Ucrânia.

Jan Koum conta que chegou a estudar matemática e ciência, mas era “ruim em ambos”. Mesmo sem faculdade, foi se aproximando do mundo da tecnologia e crescendo nessa área.

Teve uma série de empregos até chegar ao Yahoo!, onde conheceu Brian Acton, que seria o cofundador do WhatsApp. Os dois deixaram a empresa no mesmo dia, em 2007, em busca de se tornarem empreendedores de sucesso.

A ideia virou realidade

Em 2009, lançaram seu aplicativo, que inicialmente servia apenas para indicar o status quando o usuário não podia atender a uma ligação: “estou em reunião” e coisas do tipo… Mas não deu em nada.

Curiosidade: naquela época, os dois fizeram entrevistas para trabalhar no Facebook, mas foram rejeitados.

Depois que aprimoraram o WhatsApp e mudaram seu foco para mensagens instantâneas, o negócio decolou. Mesmo alterando bastante o projeto inicial, continuaram fiéis aos seus lemas do início: sem propagandas, sem armazenamento de mensagens.

Devido à história de sua infância e adolescência, fazia todo o sentido que Jan Koum trabalhasse na democratização das comunicações por telefone.

Em 2014, ele e Brian Acton venderam o WhatsApp para o Facebook (empresa que os havia rejeitado poucos anos antes) e se tornaram bilionários.

KFC

histórias de empreendedorismo de sucesso rede kfc
Rede de restaurantes de fast-food estadunidense, que explora a antiga receita de frango frito do Kentucky, criada pelo Coronel Harland Sanders. Imagem: KFC

Não importa quantos anos você tem, ou qual a condição da sua vida neste exato momento, nunca é tarde demais para seguir seu sonho! A história de Harland David Sanders, o famoso Colonel Sanders do KFC mostra exatamente isso. Ele teve a ideia de criar o KFC só aos 40 anos de idade.

O negócio só começou a decolar depois dos 65, apesar de ser afetado por inúmeras crises. Sanders vendeu a empresa por US$ 2 milhões e ainda criou um novo restaurante com mais de 70 anos de idade.

Isso tudo só aconteceu depois de ser demitido diversas vezes, ver todo tipo de acontecimento e quebrar seus negócios anteriores. Sua infância foi muito difícil, ele perdeu a carreira de advogado no meio do caminho, teve um casamento infeliz e passou por muitas perdas e conflitos em sua trajetória.

Mas uma hora o jogo virou e seus últimos anos de vida foram contemplados com muito sucesso e reconhecimento mundial. Sanders é o exemplo máximo de resiliência, essa característica tão necessária para empreendedores terem sucesso.

Gostou dessas histórias de empreendedores de sucesso? Acredite no seu negócio e profissionalize com a Printi!

Etiquetas

Gabrielle Menezes

Social media em formação, estudando design de mídias digitais, amante das redes sociais, cantora e fotógrafa nas horas vagas.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar