Design

8 Dicas para evitar erros de impressão

1. Marcas de Corte

Para marcas de corte nunca aplique marcas de sangria (bleed marks), marcas de registro ou escalas de cores (color bar).

A marca de corte destinada ao formato final deve ser inserida automaticamente.

Marca de corte no fechamento do arquivo

2. Recorte das imagens (paths)

Para recorte das imagens, é importante utilizar o menor número de pontos possível. Desta forma o processamento será mais rápido e irá diminuir a possibilidade de erros no arquivo.Os paths automáticos como a varinha mágica do photoshop, também devem ser evitados.

3. Degrades e blends

Degrades e blends são operações extremamente complexas. Se for necessário utilizar muitos degrades em um único arquivo a dica é criá-los em softwares de manipulação de imagens, como o Photoshop e aplicá-los como imagens (bitmap).

Degradês em materiais impressos

4. Linhas finas

As linhas finas são a causa de grande parte das reclamações após a impressão. Utilize-as sempre com mínimo de 0,8 ponto – se em uma única cor – e mínimo de 1,6 ponto para duas ou mais cores.

A utilização de linhas finas em materiais impressos

5. Elimine excessos

Antes de fechar o arquivo, elimine todos os elementos que não pertencem à página, como réguas de controle e imagens não utilizadas colocadas fora da área efetiva da página.

Esses excessos podem causar erros na hora de processar os arquivos. Outra dica é não cobrir elementos indesejados com boxes brancos ou coloridos. Apague-os.

6. Atenção aos vetores

Ilustrações vetoriais complexas são mais suscetíveis a erros no processamento gráfico, portanto recomenda-se convertê-las em imagem bitmap, com 300 DPI’s de resolução.

7. Transparências

Efeitos de transparências são recursos que exigem cautela em sua utilização. Para minimizar os problemas decorrentes desses efeitos, utilize os recursos disponíveis para achatá-la (flatten), antes de finalizar o arquivo.

8. Textos

Use famílias tipográficas com diversos pesos (bold, italic, semibold, medium) ao invés de altera-las manualmente, pois o PDF não carrega essas alterações e não esqueça de convertê-las em curvas, garantindo a correta impressão dos textos mesmo após os ajustes de pré-impressão.

Para textos em preto, utilize sempre o preto 100% (C 0%, Y 0%, M 0%, K 100%). O chamado preto calçado pode ficar evidente por não suportar um volume elevado de tinta, principalmente para textos pequenos e serifados.

Recomenda-se não utilizar fonte menor do que 7 pontos.

Com esses cuidados básicos você garante uma excelente qualidade de impressão para qualquer tipo de impresso. E se você tem mais alguma dica que considera fundamental, compartilhe conosco.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar