O que significa a sigla LGBTQIA+?

Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ | Imagem: Printi

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ é homenageado em 28 de junho, uma data memorável para a história da humanidade. Mas você conhece o significado de cada uma das letras que compõe a sigla? Hoje trouxemos informações detalhadas sobre a diversidade tão presente mas tão menosprezada na sociedade. Além disso, tenha acesso ao Manual do Orgulho desenvolvido pelo time de Comunicação Interna da Printi.

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo e ouça esse conteúdo na íntegra!

A sigla

Por trás da sigla LGBTQIA+ existe uma história representada por cada uma das letras que a compõe. Embora tenham sua origem ligada a sentidos pejorativos, sabemos que a luta pela diversidade é constante e hoje, mais do que nunca, vem sendo evidenciada uma consciência coletiva em prol da liberdade de expressão. Conheça os termos e celebre as diferenças!

Lésbicas

Lésbicas | Imagem: Printi

Primeira letra da sigla que defende a diversidade, “L” significa lésbicas, mulheres, cis ou trans, que sentem atração afetiva e/ ou sexual por outras mulheres, também cis ou trans. Mas, você sabe de onde vem a origem dessa expressão? Prepare-se para viajar para a Grécia!

Desembarcamos na Ilha de Lesbos por volta de 630 a.C. para conhecer Safo, a poetiza que, de acordo com pesquisadores, foi a pioneira em escrever sobre amor e sexo entre mulheres, tornando seu lugar de origem uma referência mundial das relações homoafetivas – embora ainda haja quem diga que Safo também tenha se envolvido com homens, seu empoderamento é inquestionável. Como esperado, seu exílio foi inevitável. Mas, logo que retornou à capital Mitilene, a poetiza abriu uma escola para mulheres em que falava livremente sobre música, dança, poesia e poder feminino.

Até o século XIX, o reconhecimento das lésbicas era ligado a perversão e condenação. Hoje, é símbolo da luta pelo amor, como revela artigo divulgado pela Catraca Livre.

Gays

Gays | Imagem: Printi

A palavra gay vem de origem inglesa e pode ser interpretada como alegre. Trata-se de um termo para designar homens, sejam cis ou trans, que sentem atração afetiva e/ ou sexual por outros homens, da mesma forma cis ou trans.

Em meados do século XVII, o termo gay estava associado à imoralidade – de acordo com o dicionário de Oxford, “viciado em prazeres e diversão. Muitas vezes, eufemisticamente: Da vida solta e imoral”. Curiosamente, por volta do século XIX, a expressão passou a se referir a prostitutas ou homens que se relacionavam com muitas mulheres. Já em 1930, o significado se direcionou a homens que tinham relações sexuais com outros homens e se mantém até hoje como um modo formal de denominar a orientação.

Para saber mais detalhes históricos das mutações do termo, acesse o blog Mega Curioso.

Bissexuais

Bissexuais | Imagem: Printi

A bissexualidade diz respeito a pessoas cis ou trans que sentem atração afetiva, sexual ou emocional por mais de um gênero, como uma identidade fluida. Para que essa voz fosse ouvida, foi publicado o Manifesto Bissexual pela revista Anything That Moves em 1990. Mas você também pode acessar a tradução em artigo do Medium.

Transgêneros/ Travestis

Transgêneros/ Travestis | Imagem: Printi

O significado de transgêneros tem relação não com a orientação sexual, mas sim com a identidade de gênero, ou seja, diz respeito a forma com que uma pessoa se identifica com feminino ou masculino.

“trans” – de origem latina, significa “além de” – é o primeiro termo que se tem conhecimento a se referir a travestis. O complemento “vestire” – também vindo do latim – passou a compor a expressão de modo a indicar “pessoas que exageram nas roupas”. Rapidamente a palavra se popularizou e foi recebendo sentidos semelhantes, como a expressão italiana “lui è travestito” traduzida para “ele está disfarçado”.

Apesar de todo o estigma e marginalização envolvidos na história, essa fonte serviu como consolidação para um modelo de militância que promete prevalecer enquanto a sociedade persistir no preconceito. Saiba mais sobre as travessias da população trans.

Queer

Queer | Imagem: Printi

De origem inglesa, “queer” significa “estranho” e deu nome a um lugar chamado Queer Street onde as pessoas discriminadas pela sociedade eram alocadas. Embora fosse uma expressão muito utilizada para ofender pessoas LGBTQIA+, ao contrário do que esperavam, o grupo aderiu ao termo de forma a abraçar todos que não se encaixem dentro da heterocisnormatividade, ou seja, hétetos e cis, a parcela da população que se identifica com seu sexo e gênero de nascença.

Intersexuais

Interssexuais | Imagem: Printi

Intersexualidade está ligada a pessoas em que os aspectos biológicos definem o sexo, como cromossomos, hormônios, orgãos internos e externos. Ou seja, é um termo que descreve a anatomia relacionada a questões reprodutivas ou sexuais que se diferenciam nas definições típicas de homens ou mulheres, de acordo com Sociedade Intersexo da América do Norte.

Assexuais

Assexuais | Imagem: Printi

A assexualidade é uma orientação como hétero, homo ou bi. A diferença é que não há atração sexual, apenas afetiva. Assim como as outras, é possível manter namoro e casamento, porém com ausência de qualquer desenvolvimento em relações sexuais, com revela relatório do Programa de Estudos em Sexualidade (ProSex) da Universidade de São Paulo (USP) realizado em 2008: 7,7% das mulheres e 2,5% dos homens brasileiros fazem parte desse grupo.

+

+ | Imagem: Printi

O “+” é o termo coringa que engloba todas as letras da sigla completa LGBTT2QQIAAP, respectivamente se referindo a lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, transexuais, 2 Spirits – segundo nativos americanos, trata-se de uma pessoa que nasceu com espíritos masculinos e femininos -, queer, questionado – aqueles que ainda estão se encontrando -, intersexuais, assexuais, aliados – todos que prestam apoio – e pansexuais – atração sexual independente de identidade de gênero ou sexo.

Manual do Orgulho

A Edayne Silva, Gabrielle Menezes e Isabela Bootz, integrantes do time de Comunicação Interna da Printi em parceria com a equipe de design, desenvolveram um Manual do Orgulho LGBTQIA+ com tudo o que você precisa saber sobre a data. Conheça o episódio histórico por trás do dia internacional da diversidade.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar