O que significa a sigla LGBTQIA+?

Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ | Imagem: Printi

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ é homenageado em 28 de junho, uma data memorável para a história da humanidade. Mas você conhece o significado de cada uma das letras que compõe a sigla? Hoje trouxemos informações detalhadas sobre a diversidade tão presente mas tão menosprezada na sociedade. Além disso, tenha acesso ao Manual do Orgulho desenvolvido pelo time de Comunicação Interna da Printi.

A sigla

Por trás da sigla LGBTQIA+ existe uma história representada por cada uma das letras que a compõe. Embora tenham sua origem ligada a sentidos pejorativos, sabemos que a luta pela diversidade é constante e hoje, mais do que nunca, vem sendo evidenciada uma consciência coletiva em prol da liberdade de expressão. Conheça os termos e celebre as diferenças!

Lésbicas

Lésbicas | Imagem: Printi

Primeira letra da sigla que defende a diversidade, “L” significa lésbicas, mulheres, cis ou trans, que sentem atração afetiva e/ ou sexual por outras mulheres, também cis ou trans. Mas, você sabe de onde vem a origem dessa expressão? Prepare-se para viajar para a Grécia!

Desembarcamos na Ilha de Lesbos por volta de 630 a.C. para conhecer Safo, a poetiza que, de acordo com pesquisadores, foi a pioneira em escrever sobre amor e sexo entre mulheres, tornando seu lugar de origem uma referência mundial das relações homoafetivas – embora ainda haja quem diga que Safo também tenha se envolvido com homens, seu empoderamento é inquestionável. Como esperado, seu exílio foi inevitável. Mas, logo que retornou à capital Mitilene, a poetiza abriu uma escola para mulheres em que falava livremente sobre música, dança, poesia e poder feminino.

Até o século XIX, o reconhecimento das lésbicas era ligado a perversão e condenação. Hoje, é símbolo da luta pelo amor, como revela artigo divulgado pela Catraca Livre.

Gays

Gays | Imagem: Printi

A palavra gay vem de origem inglesa e pode ser interpretada como alegre. Trata-se de um termo para designar homens, sejam cis ou trans, que sentem atração afetiva e/ ou sexual por outros homens, da mesma forma cis ou trans.

Em meados do século XVII, o termo gay estava associado à imoralidade – de acordo com o dicionário de Oxford, “viciado em prazeres e diversão. Muitas vezes, eufemisticamente: Da vida solta e imoral”. Curiosamente, por volta do século XIX, a expressão passou a se referir a prostitutas ou homens que se relacionavam com muitas mulheres. Já em 1930, o significado se direcionou a homens que tinham relações sexuais com outros homens e se mantém até hoje como um modo formal de denominar a orientação.

Para saber mais detalhes históricos das mutações do termo, acesse o blog Mega Curioso.

Bissexuais

Bissexuais | Imagem: Printi

A bissexualidade diz respeito a pessoas cis ou trans que sentem atração afetiva, sexual ou emocional por mais de um gênero, como uma identidade fluida. Para que essa voz fosse ouvida, foi publicado o Manifesto Bissexual pela revista Anything That Moves em 1990. Mas você também pode acessar a tradução em artigo do Medium.

Transgêneros/ Travestis

Transgêneros/ Travestis | Imagem: Printi

O significado de transgêneros tem relação não com a orientação sexual, mas sim com a identidade de gênero, ou seja, diz respeito a forma com que uma pessoa se identifica com feminino ou masculino.

“trans” – de origem latina, significa “além de” – é o primeiro termo que se tem conhecimento a se referir a travestis. O complemento “vestire” – também vindo do latim – passou a compor a expressão de modo a indicar “pessoas que exageram nas roupas”. Rapidamente a palavra se popularizou e foi recebendo sentidos semelhantes, como a expressão italiana “lui è travestito” traduzida para “ele está disfarçado”.

Apesar de todo o estigma e marginalização envolvidos na história, essa fonte serviu como consolidação para um modelo de militância que promete prevalecer enquanto a sociedade persistir no preconceito. Saiba mais sobre as travessias da população trans.

Queer

Queer | Imagem: Printi

De origem inglesa, “queer” significa “estranho” e deu nome a um lugar chamado Queer Street onde as pessoas discriminadas pela sociedade eram alocadas. Embora fosse uma expressão muito utilizada para ofender pessoas LGBTQIA+, ao contrário do que esperavam, o grupo aderiu ao termo de forma a abraçar todos que não se encaixem dentro da heterocisnormatividade, ou seja, hétetos e cis, a parcela da população que se identifica com seu sexo e gênero de nascença.

Intersexuais

Interssexuais | Imagem: Printi

Intersexualidade está ligada a pessoas em que os aspectos biológicos definem o sexo, como cromossomos, hormônios, orgãos internos e externos. Ou seja, é um termo que descreve a anatomia relacionada a questões reprodutivas ou sexuais que se diferenciam nas definições típicas de homens ou mulheres, de acordo com Sociedade Intersexo da América do Norte.

Assexuais

Assexuais | Imagem: Printi

A assexualidade é uma orientação como hétero, homo ou bi. A diferença é que não há atração sexual, apenas afetiva. Assim como as outras, é possível manter namoro e casamento, porém com ausência de qualquer desenvolvimento em relações sexuais, com revela relatório do Programa de Estudos em Sexualidade (ProSex) da Universidade de São Paulo (USP) realizado em 2008: 7,7% das mulheres e 2,5% dos homens brasileiros fazem parte desse grupo.

+

+ | Imagem: Printi

O “+” é o termo coringa que engloba todas as letras da sigla completa LGBTT2QQIAAP, respectivamente se referindo a lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, transexuais, 2 Spirits – segundo nativos americanos, trata-se de uma pessoa que nasceu com espíritos masculinos e femininos -, queer, questionado – aqueles que ainda estão se encontrando -, intersexuais, assexuais, aliados – todos que prestam apoio – e pansexuais – atração sexual independente de identidade de gênero ou sexo.

Manual do Orgulho

A Edayne Silva, Gabrielle Menezes e Isabela Bootz, integrantes do time de Comunicação Interna da Printi em parceria com a equipe de design, desenvolveram um Manual do Orgulho LGBTQIA+ com tudo o que você precisa saber sobre a data. Conheça o episódio histórico por trás do dia internacional da diversidade.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar