Novidades

Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino: Lívia Vasconcellos

No Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino conheça Lívia Vasconcellos, proprietária da Lojinha da Lívia | Imagem: Acervo pessoal

Dia 19 de novembro, também conhecido como Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino, é um marco para a luta pela igualdade de gênero. A data, promovida por uma iniciativa das Nações Unidas, incentiva mulheres a criarem e comandarem seus próprios negócios. E para representar todas as empreendedoras que já passaram pelo Blog da Printi, trouxemos a história da Lívia Vasconcellos, 22, nascida e criada em Vila Velha, no Espírito Santo, que, além de ser estudante de Marketing e participar de canais de venda, também é fundadora da Lojinha da Lívia, uma papelaria que começou no online e hoje conta com 2 lojas físicas.

Empreendedorismo feminino

Seja uma mulher que apoia outras mulheres.

Valorize empreendedoras | Imagem: Acervo pessoal

O Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino é uma data simbólica que carrega um significado extremamente necessário, como uma forma de repulsar a desigualdade de gênero presente no mercado de trabalho. Muito mais do que isso, é sobre refletir acerca das dificuldades que mulheres que enfrentam como empreendedoras. “O maior desafio é a falta de credibilidade. Até que você comece a falar, a maioria das pessoas te olham desacreditadas. Lembro que quando comprei meu apartamento, o corretor não me atendeu. Quando voltei com meu pai, ele me atendeu. No caso, atendeu a meu pai. Ficou sem saber o que fazer. Estava visivelmente surpreso”, relata Lívia. “Nunca trabalhei antes, nunca fui CLT ou autônoma. Então, a única coisa que eu fiz na vida em relação ao trabalho foi empreender. Mas diria que é viciante. Você começa com uma coisa e consegue imaginar pelo menos mais 5 outras coisas que consegue gerar outra forma de renda“, complementa.

Lojinha da Lívia

Papelaria | Imagem: Acervo pessoal

Tudo começou em uma viagem com a família para os Estados Unidos. “Eu tinha acabado de sair do ensino médio e entrado no primeiro período de Direito. Meu pai emprestou uma quantia em dinheiro, tanto para mim como para o meu irmão, e disse que poderíamos comprar o que quiséssemos para revender aqui no Brasil. O lucro seria nosso, mas depois teríamos que devolver o dinheiro a ele. Eu tinha criado um Instagram de estudos um ano antes, na época que estudava para o vestibular, e compartilhava toda a minha rotina estudantil e meus materiais. Sempre fui fanática com papelaria. Gostava de comprar o material sempre antes do natal de tanta ansiedade. Com essa conta na rede social, tinham algumas perguntas sobre qual caneta eu gostava, de onde era meu estojo e tudo mais – lembrando que tudo era dos Estados Unidos. Assim, decidi que gastaria todo aquele dinheiro em papelaria. Comprei tudo o que eu amava e caso não vendesse, eu ficaria com os itens. Pesquisei sobre domínio e site. Eu tinha 4 mil seguidores e não ia rolar ficar postando foto dos produtos porque eu tinha 1 ou 2 unidades de cada. Produzi um site e comecei a projetar o design”, relembra.

Assim que retornaram da viagem, a Lívia iniciou o processo de cadastro no site e os processos derivados. “Meu pai me ajudou com o intermediador de pagamento, frete, precificar e… Boom! Vendi tudo em menos de 2 semanas, divulgando apenas pelo meu Instagram de estudos. Nós vimos o quanto poderia dar certo e começamos a ver produtos que poderíamos comprar aqui mesmo do Brasil. Abrimos uma empresa e começamos a Lojinha da Lívia“, relata. O objetivo de tornar a papelaria premium ainda mais conhecida a partir de um atendimento impecável que oferece uma experiência diferenciada se cumpriu. “4 anos depois, estamos em um espaço de 1000 m², indo para a segunda loja física e com uma equipe de 24 colaboradores”, conclui a empreendedora.

Comunidade da Lívia

Curso “Comunidade da Lívia” | Imagem: Acervo pessoal

Um dos formatos derivados da Lojinha da Lívia foi seu primeiro curso “Comunidade da Lívia” que aborda o passo a passo da rotina de ser dona do próprio negócio. “Surgiu após muitas dúvidas no direct. No começo, eu enchia de dicas pelo direct. Só que o Instagram aumentou muito. De 5 perguntas, passei a ter 20, 30 perguntas por dia. Geralmente eram as mesmas, várias dores parecidas. Muita coisa que precisava mostrar na prática. Meu primeiro curso lancei em 2019. De lá para cá, a loja cresceu absurdamente. Acabei regravando a cada 6 meses porque sentia que tudo tinha mudado. Hoje tenho a Comunidade da Lívia que é um curso com mais de 80 aulas gravadas, desde os primeiros passos até a parte mais técnica da logística. Ele é atualizado com novas aulas semanalmente e conta com um grupo no Facebook para os membros trocarem figurinhas e experiências”, descreve a proprietária.

Deixamos aqui nosso agradecimento a todas as empreendedoras pelo que fazem e representam, especialmente as que compartilharam suas histórias com o Blog da Printi em 2021. Vocês são uma grande fonte de inspiração!

Adrivania Santos, Nude Seu Tom
Amanda Longoni, Empório Femingos
Amanda Oliveira, À Passos do Mar
Ana Beatriz, CDB Design
Beatriz Fernandes, Lavir
Camila Vidal, Moving Girls
Caroline Maciel, Poesia personalizada
Chai Morais, Namorada Criativa
Emilly Naranjo, Uma Tipo
Fabi Oliveira, AhNima
Fabia Correia, AhNima
Fernanda Longoni, Empório Femingos
Isa Lima, AhNima
Isabella Lopes, Drink Me
Karine Rodrigues, Scrapilicious
Laryssa Alves, Mulheres CEO
Lívia Vasconcellos, Lojinha da Lívia
Marcella Wendpap, BlissBeachwear
Mariana Miachon, Drink Me
Mikaela Serur, Mika Serur
Monique Ventura, Sinestesya
Najla Souza, Nude Seu Tom
Pamela Anjos, Round Dois Drinks
Paola Yuu, Papoulas Douradas
Rebeca Carbonaro, Makes da Be
Ruana Godoy, Ruana Godoy
Thais Lima, Julihá
Verônica Mancini, Sim em Casa

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar