Biblioteca

Enquadre os melhores momentos do Brasil nas Olimpíadas Tóquio 2020

Jogos Olímpicos Tóquio 2020 | Imagem: iStock

Já estamos perto do encerramento das Olimpíadas Tóquio 2020, e quantas coisas aconteceram nesses 19 dias… Mas, calma! Não podemos e nem vamos deixar apagar esse fogo olímpico que tanto aqueceu nossos dias frios. Hoje você vai descobrir que é possível levar os esportes até a sua casa de forma muito simples: enquadre os melhores momentos do Brasil nas competições com o Decora Printi!

Origem das Olimpíadas

Escultura grega | Imagem: iStock

Segundo a mitologia grega, as Olimpíadas foram criadas pelo grande herói Hércules em meados de 2.500 a.C. na Grécia antiga. A princípio, o objetivo era homenagear Zeus, seu pai, mas com o passar do tempo as mudanças reuniram culturas de todo o mundo e hoje visa estimular uma competição saudável entre os países dos cinco continentes.

Dados históricos apontam que os primeiros registros das Olimpíadas são de 776 a.C, época em que os reis de Ilia, Esparta e Pissa determinaram uma trégua sagrada na região da Grécia. Essa aliança foi firmada no templo de Hera, localizado no santuário de Olímpia – daí a referência do termo que dá nome às competições.

A primeira olimpíada aconteceu em Atenas por volta de abril de 1896, contando com delegações de 14 países, 241 atletas e 9 modalidades. Desde então, os jogos acontecem no intervalo de quatro anos, com exceção de 1914, 1918, 1939 e 1945, períodos em que a Primeira e Segunda Guerra Mundial aterrorizaram o mundo.

Mais que quadros, coloque sonhos na parede!

1 – Time do skate no pódio

Rayssa Leal, campeã do street skate | Imagem: Reprodução/ DW

A competição na mais recente modalidade dos Jogos Olímpicos rendeu 3 medalhas de prata para o Brasil. Tudo começou com Kelvin Hoefler, que ficou em segundo lugar na categoria Street – masculino. Em seguida, a fadinha lendária Rayssa Leal fez história não só como uma das estreantes do skate em olimpíadas, mas também como a atleta mais nova do Brasil a ser premiada. E não parou por aí… Pedro Barros também subiu ao pódio ao conquistar prata em Skate Park.

Tem como não se emocionar? Que tal aproveitar e deixar registrado seu amor pelo skate na decoração do seu quarto? Se por aí não falta estilo, no Decora não faltam possibilidades para você explorar.

2 – Rebeca Andrade a som de Baile de Favela

Ginasta brasileira Rebeca Andrade | Imagem: Reprodução/ Metrópoles

A música Baile de Favela virou um clássico com toda a graciosidade de Rebeca Andrade, a ginasta que levou prata e ouro no individual feminino e salto, respectivamente. E não teve nem concorrente que não torcesse pela brasileira – nós te vimos na torcida, Simone Biles. Foi com muito esforço que nossa atleta conquistou a primeira medalha olímpica do Brasil em ginástica artística. Nosso orgulho!

Esse talento merece ter um destaque na sua decoração! Corre para fazer seu quadro ou tela decorativa. Vamos combinar que além de um lindo elemento decorativo, também uma ótima fonte de inspiração, né?

3 – A medalha de Alisson dos Santos

Alisson dos Santos é bronze em 400 metros com barreiras | Imagem: Decora Printi

Alisson dos Santos foi um dos grandes nomes que roubou nossos corações. Com uma emocionante história de superação, o atleta é dono da medalha de bronze dos 400 metros com barreiras de Tóquio 2020, mais uma vez fazendo história.

Sonhos podem se tornar reais, e você pode começar colocando-os na parede em forma de quadro com moldura ou tela decorativa para te lembrar que a linha de chegada é logo ali – nosso campeão que o diga.

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar