Entrevistas

Entrevista com Paula Cruz [Curadoria de Projetos de Design] #8

Paula Cruz, artista independente convidada do Printi Indica.
Imagem: Acervo pessoal Paula Cruz

Em seu site, Paula Cruz se define como “designer witch e ilustradora porradeira”. Pudera! Formada pela Escola de Belas Artes/UFRJ, a carioca de 29 anos estudou tipografia na Willem de Kooning Academy em Rotterdam, Holanda, fez mestrado em design na PUC-Rio, trabalhou para clientes como Google e YouTube e ainda constrói projetos autorais.

Foi justamente um desses projetos que chamou a atenção do Blog da Printi: o Modernismo Funkeiro. Trata-se de um projeto que une a irreverência do funk com a sobriedade do design modernista numa série de cartazes tipográficos.

Ela é a artista do nosso Printi Indica (corre para ver no nosso Instagram!) essa semana. 🙂

Modernismo Funkeiro

Letras de funk representadas em forma de arte. Imagem: Acervo pessoal Paula Cruz

Tudo começou com quando a Valesca Popozuda lançou o hit “Beijinho no ombro” (2013). “Eu fiquei doida! A letra é muito boa, debochada e divertida”, conta Paula. “Fiz três cartazes dessa música e depois comecei a fazer outros de funks que eu amo. Foi um começo bem espontâneo pra um dos projetos que é, sem dúvida, um dos trabalhos da minha vida”, diz orgulhosa.

O Modernismo Funkeiro é o trabalho no qual a ousadia do funk encontra a geometria do design modernista. Já pensou tem um quadro desses na sua casa ou presentear alguém?

A chegada da arte

Paula Cruz sempre se interessou por arte. Imagem: Acervo pessoal Paula Cruz

“Desde pequena leio muito. Na adolescência consumi muito do conteúdo de blogs, música e da internet. De certa forma, a cultura pop sempre esteve na minha vida (desde coisas como desenhos animados e animes à capas de livros), e, como sempre me interessei por desenho, misturar tudo que amo com o que tenho aptidão foi um trabalho natural”, diz Paula sobre a chegada da arte em sua vida.

Arte com voz

Misturar cores e formas faz parte do estilo da artista.
Imagem: Acervo pessoal Paula Cruz

A artista entende seu trabalho como colaboração com causas nas quais acredita. “Sempre penso que meu trabalho é colocar um tijolinho num muro que tá em construção, então espero que, de alguma forma, eu colabore com o que eu acredite enquanto realizo minhas tarefas e meus trabalhos, sobretudo em projetos pessoais”.

Nesse sentido, ela fala muito sobre ser mulher e sobre feminismo. Ela afirma que também tem pensado muito sobre ser latina “num mundo que os latinos foram colonizados e roubados por tantos séculos”. Afinal, não é essa a função da arte? “Se eu puder fazer com que outros pessoas pensem sobre essas questões ao ver meus trabalhos, já serei imensamente feliz!”, completa.

Vida de artista

A artista busca sempre se reinventar.
Imagem: Acervo pessoal Paula Cruz

Viver de arte não é fácil, mas Paula tem dicas para empreender e ter sucesso: “Nunca estar 100% satisfeito com o que faz, e sempre estudar e pensar muito sobre o fazer arte e o fazer design. Pensar em qual é a sua verdade e como isso pode ser dito visualmente da melhor forma possível”.

“Estude, mas saiba desapegar do tradicionalismo quando necessário. Fique atento sempre, porque tudo é referência. E seja legal com os outros. O meio artístico é muito sobre o trabalho e como você lida com outros artistas”.

Sobre materiais, Paula trabalha em diversos formatos. Para digitais, usa muito o Adobe Illustrator; para fazer trabalhos analógicos, marcador e canetas; para impressos, usa muito papel couché fosco e Colorplus.

Paula Cruz e a Printi

Paula já conhecia a Printi e faz seus cartões com a gente (uhul!). Além disso, ela imprime os marcadores de página, adesivos e outros produtos que vende em sua loja pessoal… Sempre considerando as cores e a ousadia de brincar com o traço de forma séria – ponto mais forte de seu trabalho.

Etiquetas

Julia Viana

Editora do Blog da Printi, uma jornalista que encarou um novo papel para falar de mundo gráfico e inovação - sem nunca deixar a criatividade e os assuntos mais comentados do momento de lado.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar