Ideias para negócios

Path 2019: o que vale acompanhar mesmo depois do fim do festival

Se você não pôde participar da 7a edição do Festival Path, maior evento de inovação e criatividade que acontece em São Paulo, não se preocupe, nós selecionamos o melhor das experiências porque muita coisa vale acompanhar mesmo depois do fim do festival. Com idealização da empresa O Panda Criativo, o evento aconteceu pela primeira vez na Avenida Paulista sob o tema “Todo Mundo é uma Ideia”, campanha da Agência Ana Couto, parceira do evento e responsável pela estratégia de criação.

A programação conta sempre com diversas temáticas que inspiram a comunidade criativa do Brasil e fomentam o diálogo entre inovadores com vontade de tirar ideias do papel. Em 2019 não foi diferente – com uma lista de atividades bem eclética e extensa, os participantes assistiram a shows, palestras, debates, filmes e muito mais.

O que vale acompanhar

Rolou MUITA coisa boa no Festival Path 2019, mas selecionamos algumas pessoas  e iniciativas que você deveria seguir (ou continuar seguindo) depois do evento. Afinal, tem bastante coisa bacana rolando o ano inteiro e tem um pessoal que pode ser sua referência além das fronteiras do evento.

Foto: @FestivalPath

1) Palestras para ficar de olho no empreendedorismo feminino e nas Startups:

  • “Mulheres no comando: um guia para profissionais femininas que querem empreender e liderar projetos”  > Ana Bavan, advogada estrategista em negócios e fundadora da Feminaria, liderança e desenvolvimento humano, Deborah de Mari, do Força Meninas, e Viviane Duarte, da Plano Feminino.
  • “Startups que estão revolucionando a moda, o agronegócio e a empatia” > Cairê Moreira, criador da Genyz, primeira influenciadora virtual do país; Sueide Kintê, jornalista e idealizadora do app “Mais Amor Entre Nós”; e Taynara Alves, cientista que criou a startup InQuímica

2) Atividades que fazem a nossa vida ficar melhor:

  • “Yoga com Teo Balieiro e Renata Kherlakian” > Eles tocam e cantam os “Mantras Mágicos”, uma combinação de cantos indianos, com poesias em português e musicalidade brasileira junto com a prática de yoga. O casal desenvolve um trabalho com tantra yoga e ecologia chamado Cultivo do Jardim do Amor.

3) Filmes além do circuito:

  • Finos Filmes é o selo fundado pelo cineasta Felipe Arrojo Poroger, que dirige também a mostra paulistana de curtas Festival de Finos Filmes. Esse ano ele levou seus curtas ao Path. Vale ficar de olho para não perder os próximos eventos, as exibições em geral são gratuitas em vários pontos de São Paulo.

4) Música de qualidade:

  • No segundo dia de Festival houve dois DJs e 11 shows grátis. Entre eles, o trio paranaense Tuyo, o grupo Melanina MC’s e a banda curitibana Mulamba.

 

Para ver tim-tim por tim-tim o que aconteceu nos dois dias de evento, veja os destaques dos stories no Instagram do Festival Path e prepare-se para estar presente no próximo ano porque vale a pena!

Julia Viana

Editora do Blog da Printi, uma jornalista que encarou um novo papel para falar de mundo gráfico e inovação - sem nunca deixar a criatividade e os assuntos mais comentados do momento de lado.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar