BibliotecaDesign

Utilize os gabaritos da Printi nas suas criações

Utilizar gabaritos é garantir que sua arte saia corretamente | Imagem: iStock

Já ficou em dúvida sobre como ajustar sua arte adequadamente para impressão? É um fato extremamente comum, mas que acaba interferindo na qualidade do projeto final. Para que você não tenha mais esse tipo de problema, conversamos com a Fernanda Santoni, Designer de Produto da Printi, que explicou detalhadamente como utilizar os gabaritos da Printi nas suas criações.

O que são gabaritos?

Os gabaritos e instruções disponibilizados no site da Printi tem como objetivo auxiliar os clientes a criarem suas artes de acordo com as especificações de cada produto. “Eles são como um guia, indicando o tamanho da arte, as áreas de segurança – margens que delimitam a área segura para aplicação das informações importantes -, a orientação de leitura, as cores possíveis para impressão de acordo com o produto e finalização do arquivo“, define.

Vale considerar que atualmente os gabaritos fornecidos estão em Illustrator, direcionado para todos os produtos, e em Photoshop, para produtos de até duas páginas cujo processo produtivo permita o uso de gráficos de bitmap. “Para todos os produtos com formato definido no site é possível encontrar um gabarito. Já para formatos personalizados é necessário que o cliente crie sua arte de acordo com as medidas compradas”, direciona Fernanda.

Processo de utilização

Antes mesmo de serem lançados no site, os modelos são produzidos a partir de uma análise. “Após receber as informações técnicas do produto, criamos os gabaritos no Illustrator – e em Photoshop para formatos compatíveis -, buscando identificar sempre quais são as melhores formas de explicarmos as características de determinado item para os clientes”, explica.

Encontre os gabaritos no site | Imagem: Printi

Quando já dispostos no site, o procedimento é simples. “Após baixar o gabarito no site da Printi e abrir no software correspondente, os clientes devem observar as layers e realizar a criação na sinalização ‘arte’. Mas, também é muito importante verificar o arquivo de instruções – em formato de PDF – disponibilizado junto com o gabarito para sanar quaisquer dúvidas“, descreve a designer.

E se ainda restaram dúvidas, a Fer explica. “O uso é indicado para todos os produtos do catálogo e obrigatório para produtos com faca de corte e/ ou área de impressão delimitada, tais como embalagens, brindes, produtos para ponto de venda e sinalização, editoriais, entre outros”, finaliza.

Como salvar o arquivo final

Extensão .pdf | Imagem: iStock

“Ao finalizar a arte é importante verificar se os textos estão corretos e com fontes maiores que 6pt, se as imagens estão incorporadas ao arquivo e se as cores utilizadas estão de acordo com o processo produtivo – CMYK ou cores especiais – de cada produto”, considera Fernanda, que recomenda salvar, também, uma versão editável do arquivo para possíveis alterações futuras, antes de converter os textos em curvas e deletar a layer de ‘instruções’

E para salvar o arquivo para impressão: utilize a extensão .pdf na configuração PDF/X-1a, sem as marcas de corte e com a sangria habilitada para uso de acordo com o arquivo – Marks and Bleeds > em “Bleeds” > opção “Use Document Bleed Settings”.

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar