Novidades

Conheça e saiba como utilizar o brainstorm, rafes e o feedback em seu projeto

Na criação de um projeto de design gráfico, existem algumas etapas fundamentais para sua boa execução, como: fazer brainstorm, rafes e receber o feedback do cliente.

Esses termos são muito conhecidos entre os profissionais da área, porém muitos conhecem essas etapas de forma superficial, o que pode prejudicar a evolução de futuros projetos.

Assim, para o seu conhecimento e evolução, é preciso entender desde o início como realizar essas etapas de forma livre, criativa, coerente e de acordo com as necessidades do seu cliente.

Os processos podem ser complexos e sistemáticos

No início de qualquer projeto é realizado o briefing (coleta de informações do cliente) e logo na sequência é feito o chamado “brainstorm”, a popular “tempestade de ideias”, traduzida do inglês; mas afinal, o que é isso e por que é indispensável para uma boa execução de um projeto gráfico?

O brainstorm é o ato de um ou mais designers exporem todas as suas ideias, pensamentos e sentimentos a respeito do que irá ser criado e desenvolvido no projeto sem nenhuma censura. As ideias devem ser expostas de forma completamente livre, para que não haja nenhum bloqueio criativo, correndo-se o risco de perder algo inovador e que, assim, faça total diferença no seu projeto.

Esse processo é o ponto crucial para a continuidade do projeto, pois a partir do momento que o brainstorm é finalizado, as ideias passam a ser filtradas de acordo com o que melhor se enquadra na proposta, criando-se por fim os conceitos que dão vida e regem todo o processo. Na sequência, são feitos os rafes, que vocês já descobrirão o que são e para que servem.

Durante o brainstorm não desperdice ideias

Os rafes, termo original do inglês “roughs”, significa “rascunho”. Esses rascunhos também são feitos de forma livre, porém já direcionados pelo conceito definido no brainstorm. Os rafes são estudos não acabados sobre o projeto e que geralmente são desenhos esboçados, com o objetivo de encontrar as melhores formas e soluções pra a criação de uma identidade visual, layout e etc.

Para quem trabalha com criação é necessário que se tenha essa prática, pois ela ajuda a levantar problemas, testar ideias e também é um ótimo recurso para tentar dar uma amostra visual para o cliente. Ao contrário do que muitos pensam, você não precisa ser um desenhista para fazer rafes, apenas precisa saber o que quer representar e como colocar esta ideia no papel; fazendo isso você já cumprirá de forma eficiente com o propósito do rafe.

Nos projetos é comum que sejam feitos inúmeros rafes, até que se encontre as melhores propostas para a criação do projeto. Após isso, são escolhidos no máximo três esboços que serão apresentados para o cliente, a fim de que o mesmo escolha a opção que lhe agrada mais; em alguns casos os rafes não são apresentados para o cliente, passam somente pela escolha do designer. Com essa etapa concluída, a proposta escolhida será observada, estudada, desenvolvida e refinada até que o projeto de fato nasça e evolua ganhando cor, forma, tamanho, características e finalização. Ao concluir todas essas etapas, resta apresentar o projeto para o cliente e receber, então, o seu feedback.

Faça rafes antes de definir o conceito principal

O feedback, termo inglês que traduzido significa “retorno; resposta”, é muito importante para você como designer e como profissional que almeja sucesso em sua profissão, porque ele te informará se o seu trabalho foi aprovado ou se será necessário ajustes ou alterações. Além disso, é essencial saber lidar com os feedbacks, principalmente com os negativos, pois eles são inerentes ao seu trabalho e se você souber lidar com eles de forma sábia, certamente terá o seu destaque no mercado e credibilidade com o cliente.

Alguns designers costumam ter dificuldade em lidar com os feedbacks negativos, porém também há o feedback positivo. Nesse feedback o cliente aprova o seu projeto, ou se não aprovar, solicita poucas alterações, o que facilitará muito no seu trabalho. Com certeza, é ótimo receber um feedback positivo, porém não se pode deixar levar por todos os elogios recebidos, pois isso pode gerar um certo comodismo e garantia para o seu trabalho, e todo bom designer sempre está em busca melhorias. Então, não se deixe levar pelas emoções, continue estudando, pesquisando e exercendo da melhor forma possível as suas habilidades técnicas, criativas e interpessoais, para que assim o seu trabalho continue evoluindo, alcançando clientes maiores e maior destaque no mercado.

Apresente sua proposta e receba o feedback

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar