Design

Erros de formato: tudo que você precisa saber antes de enviar seu arquivo

Saiba os cuidados que devem ser tomados para uma impressão correta e de qualidade | Imagem: Shutterstock

Na hora de montar sua arte para compra, é preciso que alguns cuidados sejam tomados para que a impressão do seu arquivo saia dentro dos conformes estabelecidos por você. Mas, calma! É extremamente normal que uma coisa ou outra passe despercebido, por isso, hoje trouxemos todos os pontos que você deve se atentar antes de enviar seu arquivo. Confira!

O que são formatos?

Formato trata-se da composição do seu material. O formato errado causa interferências na montagem que antecederá a impressão, por isso deve sempre ser respeitado de acordo com a especificação.

Atenção!

O seu arquivo pode estar errado por motivos de divergência entre a compra e o arquivo enviado, ou não utilização dos nossos gabaritos. Mas, caso o material seja em formato personalizado, você deve criar o gabarito da arte no formato da sua compra.

Vale ressaltar que erros podem surgir em todos os materiais, no entanto, para que nada disso ocorra, você deve entender como personalizar sua arte corretamente com auxílio de algumas ferramentas. Como guia, você pode considerar:

1. Sangria

sangria representa a extrapolação da área impressa como uma extensão de segurança ao redor da arte que será retirada no processo de corte – esse prolongamento, geralmente, fica em 3mm para cada lado. Mas se atente em ampliar apenas o fundo e jamais as informações, texto e imagens.

Sua denominação está ligada ao processo de estender a imagem além da margem original do documento, por isso a referência de “sangrar”, reforçando a ideia de ultrapassar as bordas da página. O objetivo é garantir que não haja falha no refile ou filetes brancos à mostra.

2. Marca de corte

Marca de corte é uma ferramenta que indica as medidas em que sua arte termina, sinalizada ao redor da prancheta de trabalho, ou seja, a região em que o papel será cortado. Mas, ainda que seja empregada em uma função essencial, é muito importante que você utilize essa marcação assim como sangria, já que uma não substitui a outra.

3. Olhômetro

Mesmo seguindo todas as diretrizes à risca, alguns cuidados ficam à cargo do famoso olhômetro. Mas o que isso significa? Imagine que a sua arte já atende aos requisitos pré-estabelecidos pela sangria e marcas de corte, só que, por ventura, não está na medida certa. É algo que pode ser facilmente corrigido, mas antes de qualquer coisa, evitado. Não hesite em consultar a régua!

A importância de usar gabaritos

Extensão .pdf | Imagem: Printi

Os gabaritos e instruções disponibilizados no site da Printi tem como objetivo auxiliar os clientes a criarem suas artes de acordo com as especificações de cada produto. “Eles são como um guia, indicando o tamanho da arte, as áreas de segurança – margens que delimitam a área segura para aplicação das informações importantes -, a orientação de leitura, as cores possíveis para impressão de acordo com o produto e finalização do arquivo“, define Fernanda Santoni, Designer de Produto na Printi.

Vale considerar que atualmente os gabaritos fornecidos estão em Illustrator, direcionado para todos os produtos, e em Photoshop, para produtos de até duas páginas. “Para todos os produtos com formato definido no site é possível encontrar um gabarito. Já para formatos personalizados é necessário que o cliente crie sua arte de acordo com as medidas compradas”, recomenda a profissional.

Como utilizar

O uso dos gabaritos é indicado para todos os produtos do catálogo e obrigatório para produtos com faca de corte e/ ou área de impressão delimitada. Ainda assim, o processo de utilização é bem mais simples do que você imagina. Confira o passo a passo abaixo.

  1. Após baixar o gabarito no site, abra-o no software correspondente;
  2. Você deve observar as layers e realizar a criação na sinalização ‘arte’.
  3. Verifique se o arquivo de instruções – em formato de PDF – foi disponibilizado junto com o gabarito. Ele será essencial para sanar quaisquer dúvidas e te orientar no preenchimento do conteúdo.

Como salvar

Ao concluir a arte, é importante garantir o sucesso de todos os passos para o fechamento. Para isso, se faça as seguintes perguntas:

  • Os textos estão corretos e com fontes maiores que 6pt?
  • As imagens estão incorporadas ao arquivo?
  • As cores utilizadas estão de acordo com o processo produtivo – CMYK ou cores especiais – de cada produto?

Assegurando que todas as respostas sejam positivas, só então você deve finalizar seu arquivo, conforme sinalizado a seguir.

  1. Utilize a extensão .pdf na configuração PDF/X-1a, sem as marcas de corte e com a sangria habilitada para uso de acordo com o arquivo;
  2. Por fim, use as seguintes configurações: Marks and Bleeds > em “Bleeds” > opção “Use Document Bleed Settings”.

Etiquetas

Maryene Oliveira

Apaixonada pelo mundo da comunicação, uma futura radialista movida por dança, literatura, desafios e ideias mirabolantes.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar