Design

Os tipos de papel, suas características e aplicações

Em um post anterior foram apresentadas e definidas as características básicas do papel: peso, formato, cor e textura. É importante conhecer estas definições para escolher o melhor tipo de papel para o seu impresso.

Há uma grande variedade de papéis e acabamentos, mas alguns são mais conhecidos e utilizados, seja por sua qualidade e/ou preço. Os papéis sobre os quais falaremos são todos de cor branca (apesar de não serem 100% brancos, são definidos assim), exceto o Reciclato. Os formatos na indústria gráfica variam, mas o mais usado é 66 x 96, chamado de folha inteira.

Vamos conhecê-los:

Papel Offset 

Gramaturas: 90 g/m²; 120 g/m²

Produzido para ser impresso em larga escala e com custo baixo, tem um acabamento poroso. É indicado para papel timbrado e bloco de notas por haver necessidade de escrever ou fazer anotações no material. Um exemplo de offset que você com certeza conhece é o papel sulfite.

Bloco de rascunho feito com papel offset
Bloco de rascunho feito com papel offset.

Papel Reciclato

Gramaturas: 90 g/m²; 120 g/m²

É o papel offset reciclado, que também sofre alteração para o papel “sulfite reciclado”. Por sua cor parda, tem um aspecto diferente dos demais tipos de papéis e dá mais resistência a eles. Sua principal distinção para o offset tradicional é que é produzido de material 100% descartado e sustentável. É indicado também para papel timbrado e bloco de notas. Se você quer dar transmitir o conceito de sustentabilidade para seu impresso, é a escolha certa!

Papel Couché Brilho

Gramaturas: 115 g/m²; 150 g/m²; 170 g/m²; 230 g/m²; 250 g/m²; 300 g/m²

A técnica usada nos papéis couché utiliza um revestimento que deixa o papel mais liso e uniforme para

receber a tinta, apresentando um melhor comportamento de cores. O couché brilho tem um revestimento com alta lisura e brilho. Sua diferença do couché fosco é que reflete mais luz, o que pode atrapalhar a leitura, dependendo do material gráfico e da gramatura. Mas dá um ótimo destaque à imagens e cores. É indicado para interior (miolo) de catálogos (115, 150, 170 g/m²), capas de catálogos (230 g/ m²), flyer e cartão de visita (230, 250, 300 g/m²).

Catálogo em papel couché brilho
Catálogo feito com papel couchê brilho.

Papel Couché Fosco 

Absorve mais luz, o que deixa a cor mais pura, dando um ar de sofisticação.

É usado em folder, cartaz, flyer (115 g/m²; 150 g/m²) e cartão (250 g/m²; 300 g/m²).

Agora você tem as informações necessárias para escolher o melhor tipo de papel para o seu impresso. Para facilitar, antes mesmo de começar a fazer a arte para o seu material, escolha o papel, pois assim você poderá calcular os custos e o que pode e não pode ser usado, para não prejudicar a qualidade do impresso e a mensagem a ser passada.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar