Pôster acadêmico: ideal para a sua apresentação

Nem sempre estudantes e acadêmicos que precisam fazer uma apresentação impressa são designers. No entanto, isso não os impede de fazer um material com excelente qualidade, desde que haja dedicação e a devida preocupação com aspectos essenciais de um bom pôster. Se você está na difícil tarefa de montar um pôster acadêmico simplesmente incrível, continue lendo esse post com dicas preciosas que separamos para você!

Como criar um pôster acadêmico incrível para minha apresentação?

Começando o trabalho

Um pôster científico nada mais é do que uma ilustração que resume seu trabalho acadêmico ou pesquisa. Seu principal objetivo é comunicar os principais dados e conclusões do seu trabalho, de forma sucinta e direta.

Para isso, você deve captar a atenção dos seus espectadores usando um bom layout, uma boa linguagem, cores e fontes adequadas.

Em geral, os objetivos do trabalho devem ser localizados em menos de um minuto, já que as pessoas passam em média 10 segundos observado pôsteres e ficam cerca de 1 metro de distância. Por isso, o ideal é que todas as informações possam ser lidas no máximo em 5 minutos.

Ter a consciência dessa dinâmica já contribui para não cometer erros graves, assegurando assim o impacto positivo do seu trabalho.

Layout

A representação visual do seu pôster deve sempre considerar a separação do texto em blocos. Acrescentar diagramas, tabelas e fotos também contribuem também para chamar a atenção. Busque sempre ordenar os blocos de textos de forma a guiar o olhar das pessoas de acordo com o conteúdo. Dê preferência sempre ao formato de caixas de texto em colunas, que facilitam a leitura por ordenar as informações de modo vertical.

Assim como em um artigo científico, um pôster deve conter seções que tratam sobre a introdução ao trabalho ou pesquisa, o método utilizado, os resultados obtidos, a conclusão, as referências e os agradecimentos.

Conteúdo

Um dos elementos mais importantes do seu pôster é o título. Além de interessante e chamativo, ele deve ressaltar o assunto principal que foi tratado em seu trabalho ou pesquisa.

O título deve conter entre 10 e 12 palavras, com fontes grandes, de pelo menos 85 pontos. Caso as palavras não caibam, não encurte o título, mas sim reduza o tamanho da fonte. Outra dica importante é não usar o título todo em letras maiúsculas, pois isso dificulta a leitura.

Como tratamos acima, os pôsteres devem estar divididos em seções e cada uma delas deve abordar um conteúdo específico:

Introdução – Aqui você deve escrever o porquê você fez a pesquisa ou trabalho e quais eram os seus objetivos;

Metodologia – Explique qual método você utilizou, ou seja, como você fez sua pesquisa ou trabalho. Inclua dados, estatísticas e valores utilizados;

Resultados – Deixe de forma explícita os resultados mais importantes obtidos através do seu trabalho ou pesquisa. Na parte de resultados é sempre interessante utilizar gráficos que comprovem suas conclusões. Quando utilizar tabelas ou figuras, sempre use numeração e assegure de que elas contenham título e legenda. O texto deve ser em uma quantidade mínima e a escala deve ser adequada, bem como as barras devem conter legenda. Os textos dos gráficos devem estar orientados horizontalmente, incluindo legendas para barras;

Conclusão – Aqui é importante ser o mais claro e sucinto possível, resumindo os principais resultados. Na conclusão também é possível apontar direcionamentos para novas pesquisas;

Referências – Referencias devem ser limitadas a cinco e o tamanho da fonte deve ser menor do que o texto principal. Cheque com o site do congresso para instruções de formatação;

Agradecimentos – Agradecer nunca é demais. Por isso, não se esqueça de mencionar as pessoas que contribuíram para a realização da pesquisa, seja na qualidade de fonte ou de patrocinador;

Linguagem e fontes do pôster

O conteúdo deve ser escrito de forma clara e fácil de se compreender. Para isso, privilegie frases curas, palavras-chave e evite adjetivos e advérbios. Escreva sempre em voz ativa, evitando jargões e acrônimos. Evite também letras maiúsculas que dificultam a leitura.

Arial, Helvética, Times ou Times New Roman, são fontes comuns e bastante legísveis para pôsteres. Para quem quer ousar, considere usar Baskerville, Century Schoolbook ou Palatino. A fonte deve ser a mesma em todo pôster e o texto deve ser legível a 5 ou 6 pés (aproximadamente 1,5 m).

Use pelo menos 85 pontos no título, 56 pontos para os nomes dos autores, 36-44 pontos para subtítulos, 24-34 pontos para o corpo do texto, e 18 pontos para legendas.

Cores que funcionam

Use cores que atraiam a atenção, mas nada de exageros. Busque algumas sugestões de paletas com duas ou três cores e evite aquelas que podem ser confundidas, como verde e vermelho, por exemplo, que não são visíveis para muitos daltônicos.

Privilegie também os fundos claros e as fontes escuras que tornam a leitura mais agradável. Fundos desenhados devem ser sempre usados com bastante cuidado.

Seguindo essas dicas você tem o caminho para criar um pôster acadêmico excelente! E, por fim, não esqueça de buscar uma boa impressão, como da Printi, que seja feita com materiais de qualidade e impressoras adequadas.

Esse post te ajudou a fazer um pôster acadêmico simplesmente sensacional? Tem dúvidas ainda? Então deixe seus comentários abaixo e compartilhe sua experiência conosco!